quarta-feira, 28 de março de 2012

Queria tanto saber quem és!








Imagens extraídas na internet 

                                                         Queria tanto saber quem és


                                                         Queria tanto saber quem és
                                                         E como saber lidar contigo…


                                                         Se te vejo a sorrir
                                                         Sem qualquer nuvem
                                                         A obscurecer o teu semblante…


                                                         Logo penso se és mesmo assim
                                                         Como um livro aberto
                                                         Que se pode ler
                                                         Do primeiro instante até ao fim...


                                                         Mas, olhando-te mais fixamente
                                                         E mais profundamente
                                                         Sinto no teu olhar
Um mistério difícil de o decifrar…

                                                         16-02-3012 17.49h


                                                         ZezinhoMota


4 comentários:

Cristina Pujol disse...

Oi Zezinho, há muito tempo eu não aparecia por aqui e nem no meu blog. Enfim, teu blog continua sensacional. Fiquei triste com teu luto...meus sentimentos meu amigo. Que a família tenha muita força, para que ela siga seu caminho na Luz! Desejo uma Feliz Páscoa e um doce dia. Bjos

Francisco disse...

Ola tudo bem, visite e curta minha comunidade Arte e Cia
abraços
Francisco
https://www.facebook.com/pages/Arte-e-Cia/430100580393692?ref=stream

Francisco disse...

OLA TUDO BEM VISITE E CURTA MINHA COMUNIDADE NO FACE ARTE E CIA
ABRAÇOS
FRANCISCO
https://www.facebook.com/pages/Arte-e-Cia/430100580393692?ref=stream

MARILENE disse...

Há sempre mistérios e são eles que nos impulsionam. Cada ser tem os seus, desvendados na sinceridade de uma relação. Abraços.